Qualidade de vida: benefícios da prática de exercícios físicos na terceira idade

Os benefícios dos exercícios físicos, para as pessoas em geral, são inúmeros. Entre eles, estão: prevenção da perda óssea, auxílio no emagrecimento, diminuição do risco de doenças cardíacas, melhora no sistema imunológico e fortalecimento dos músculos.

Além destes, a prática regular de atividade físicas também atua no combate à depressão e diabetes, melhora do sistema cardiorrespiratório, regulação da glicemia, colesterol e triglicerídeos, entre outros.

A população começa a ter perda de massa muscular e óssea a partir dos quarenta anos, podendo ser agravada com a chegada da terceira idade.

É importante que os exercícios sejam realizados regularmente e sob orientação de um profissional de educação física ou fisioterapeuta, pois dessa forma é possível que o paciente realize os melhores exercícios e obtenha o máximo de benefícios.

 

Como a prática de atividade física atua na terceira idade?

Quando mexemos o corpo, liberamos endorfina, um hormônio que proporciona a sensação de bem-estar.

Desse modo, o exercício para os idosos ajuda a aliviar o estresse, traz mais disposição e melhora do humor, podendo ser uma prática importante para prevenir, assim como citamos anteriormente, a depressão.

Leia também: O que é hérnia de disco e qual sua relação com a “dor nas costas”?

 

Por que é tão importante estabelecer essa rotina?

 A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que, em 2050, a população mundial com idade superior a 60 anos pode chegar a 2 bilhões de indivíduos. Ou seja, isso irá representar um quinto da população mundial.

Porém, com esse aumento da estimativa de vida, também surge uma importante questão: como envelhecer e manter uma boa qualidade de vida?

O Ministério da Saúde pontua que a realização de atividade física e práticas corporais é fundamental para a saúde da população da terceira idade.

Devido a todas as alterações físicas ao avançar da idade, muitos acabam sofrendo bastante, principalmente quando se trata do nível de autonomia e da independência, o que pode implicar em dificuldades na realização de atividades da vida diária, levando a total incapacidade funcional.

 

Quais os exercícios mais recomendados na terceira idade?

Quando pensamos em exercícios para idosos, é importante entender que não há um único tipo que irá nos atender e se adaptar à realidade das pessoas da terceira idade.

Na verdade, o importante é encontrar atividades que estimulem alguns aspectos, tais como flexibilidade, equilíbrio e força muscular.    

Outro ponto importante também para levarmos em consideração para a escolha dos exercícios para idosos é ser alguma atividade segura, para que não gere lesões.

Assim, quando pensamos em exercícios para idosos, as práticas de baixo impacto são as mais indicadas para quem está acima dos 60 anos.

Atividades físicas mais indicadas são: natação, musculação, dança, alongamento, hidroginástica e caminhadas.

 

Principais benefícios da atividade física para os idosos

Para que os idosos tenham o máximo de benefícios, é importante que realizem os exercícios de forma regular sob orientação de um profissional capacitado e que tenham uma alimentação equilibrada e saudável.

Os principais benefícios da atividade física são:

  • Previne e ajuda no combate de doenças como hipertensão, derrames, varizes, obesidade, diabetes, osteoporose, câncer, ansiedade, depressão, problemas no coração e pulmões;
  • Melhora da força muscular, diminuindo o risco de quedas e facilita os movimentos dos braços, pernas e tronco;
  • Reduz o uso de remédios porque melhora a sensação de bem-estar, reduzindo as dores;
  • Aumenta apetite;
  • Favorece o fortalecimento do sistema imunológico;
  • Melhora o condicionamento físico geral;
  • Diminui o isolamento social porque aumenta a proximidade com outras pessoas;
  • Aumenta a autoestima, a confiança e aceitação da imagem que o idoso possui de si mesmo, trazendo mais bem-estar geral.

Os alongamentos dos músculos e das articulações também é muito indicado para fazer em casa, melhorando a circulação sanguínea, a mobilidade e o bem-estar físico e emocional.

 

Importante

A saúde depende mais da prevenção do que do tratamento. Cuide do seu templo, seu corpo e sua saúde é o que você tem de mais precioso; procure um fisioterapeuta e venha ser saudável e feliz!

 

Dra. Larissa C. de Souza
CREFITO-3/ 312826-F
Fisioterapeuta especializada em Geriatria e Neurologia – Unidade de Taubaté