O que é dor nociplástica e qual a atuação da fisioterapia

Para entender a dor nociplástica, precisamos entender o que é dor.

De acordo com a International association for the study of pain (IASP), dor é: “Uma experiência sensorial e emocional desagradável associada ou semelhante a uma lesão tecidual real ou potencial”, ou seja, se trata de uma experiência individual que pode ser diferente de pessoa para pessoa e que muitas vezes não apresenta uma causa real.

O QUE É DOR NOCIPLÁSTICA?

A dor nociplástica é uma alteração na percepção de um estímulo que pode alertar o cérebro de que algo não está certo, fazendo com que ele devolva esse alerta em forma de dor, mesmo não havendo um porquê.

A alteração dessa percepção ocorre pela diminuição do limiar de dor, ou seja, um estímulo muito menor do que o normal pode gerar dor.

Essa diminuição do limiar de dor ocorre pelo que chamamos de sensibilização central, que se diz respeito à um erro na decodificação dos estímulos que chegam ao cérebro, os quais estão ligados às áreas cerebrais relacionadas à emoção e memória. Sendo assim, devolve para o corpo uma resposta anormal de dor.

O QUE PODE LEVAR A ESSAS ALTERAÇÕES?

Estão suscetíveis indivíduos que apresentam alterações emocionais relacionadas à dor, como:
Depressão;

Ansiedade;

Alguma outra doença do sistema somatossensorial.

Outro fator que leva os pacientes à dor nociplástica é uma dor que dura muito mais do que o período de cicatrização daquele tecido lesado.

Como o cérebro é muito mais dedutivo do que responsivo, ele acaba associando que tal movimento ou tal toque pode vir a machucar e gera a resposta de dor antes mesmo de que o ato aconteça. Um exemplo disso são as pessoas que dizem: “Nem coloca a mão que já está doendo muito”.

COMO A FISIOTERAPIA TRATA ESSA DOR?

O fisioterapeuta é capacitado para identificar alguns sinais e sintomas que o corpo nos dá para chegar à conclusão de que o sistema nervoso não está funcionando como deveria.

Quando a dor do paciente não é apenas uma lesão comum, de um machucado que precisa ser curado, é necessário um tratamento mais específico, voltado para a origem da dor.

Esse tipo de dor está muito ligado ao emocional e o fisioterapeuta dispõe de ferramentas que podem ajudar o paciente, mas, caso seja necessário, encaminhamos para um tratamento interdisciplinar com um psicoterapeuta.

COMO IDENTIFICAR A NOCIPLÁSTICA?

Se a dor dura muito mais do que o tempo normal e é espalhada e/ou exagerada, tem alterações intestinais e mudanças no sono, pode ser dor nociplástica.

Caso você identifique algum desses sinais, procure uma avaliação fisioterapêutica para que o caso seja melhor investigado e tratado.

Dr. Antônio Carlos Nonato Prudente da Silva
CREFITO-3/ 321459-F
Unidade de Taubaté